Corpo Docente


Nome Joatan Nascimento
Email joatannascimento@gmail.com
JOATAN NASCIMENTO Nascido em 1968 em Maceió - AL, o trompetista Joatan Nascimento tem se destacado pela versatilidade, fluência e musicalidade nas diversas áreas em que atua. Reconhecido como uma das mais atuantes vozes da nova geração de trompetistas brasileiros, iniciou seu aprendizado musical aos onze anos com seu tio Edson Mendonça. Nesse período, foi integrante da Banda de Música da Escola Técnica Federal de Alagoas, onde lecionava o lendário maestro Manuca. Foi músico da Orquestra Filarmônica de Alagoas de 1985 a 1987 onde atuou sob a regência do maestro mexicano Armando Quezada. Paralelamente atuou em vários grupos de música popular entre eles a Banda Raízes e a “Big Banda Show” do Maestro Ivanildo Rafael.

Em 1987 mudou-se para Salvador - BA vindo a se graduar em 92 na classe de trompete do professor Horst Schwebel pela Escola de Música da UFBA. Participou do I Seminário de Música Instrumental em Ouro Preto - MG, XXI Festival de Inverno de Campos do Jordão - SP, Seminário Internacionais de Música - BA e dos Encontros Nordestinos de Metais. Teve aulas com os professores Heinz Schwebel/BA, Horst Schwebel/BA, Charles Schlueter/USA, Naílson Simões/PB, José Geraldo/MG e Edson Rocha Ferro/AL. É membro da Orquestra Sinfônica da Bahia desde 1989, onde atuou sob a regência dos maestros Isaac Karabchevisk, Roberto Duarte, Aylton Escobar, Osvaldo Colarusso, Julio Medaglia, Henrique Morelenbaum, Roberto Tibiriçá, Norton Morozowicz, Ernest Widmer, Piero Bastianelli, Ira Levin dentre outros. Como solista, foi regido pelos maestros Carlos Veiga, Ernani Aguiar, Osvaldo Colarusso, Erick Vasconcelos, Roberto Duarte e Boyko Stoianov. É professor de trompete do Colégio Estadual Deputado Manoel Novaes e foi integrante do conjunto Bahia Ensamble, sob a regência do maestro Piero Bastianelli. Como camerista, fez recitais e se apresentou em várias cidades como membro do Quinteto de Metais da Bahia, grupo de câmera em que atua há mais de dez anos.

Em 1986 foi premiado com o troféu Caymmi na categoria Revelação Instrumentista e em 2000, na categoria Melhor Instrumentista/Disco. Participou da Oficina de Frevos e Dobrados, da Banda Sinfônica da UFBA, do grupo de Ataualba Meirelles, Rumbaiana, Sexteto do Beco, Orquestra Fred Dantas, Timbalada, Grupo Garagem e Jurassic Quartet. Tem participado de diversas gravações e shows de artistas como Luiz Caldas, Gerônimo, Carlinhos Brown, Fred Dantas, Saul Barbosa, Banda Eva, Netinho, Banda Mel, Banda Cheiro de Amor, Asa de Águia, Ricardo Chaves, Chiclete com Banana, Araketu, Jussara Silveira, Daniela Mercury, Ivete Sangalo, Luiz Melodia, Fafá de Belém, Guilherme Arantes e Zé Miguel Wisnik. Gravou com artistas de outros países a exemplo de Paulo Flores (ANG), Carlitos Vieira Dias (ANG), Wagon Cookin (ESP), Manolo Garcia (ESP), Cheikh Lô (SEN).

Em 1994 durante o Fest’in Bahia participou do show do percussionista porto-riquenho Tito Puente. Em 1998 foi convidado a fazer a turnê do show “LivroVivo” de Caetano Veloso, gravando o álbum e o DVD ao vivo “Prenda Minha”. Durante o ano de 2000, participou como curador regional, do projeto Rumos/Música patrocinado pelo Instituto ITAÚ CULTURAL que fez um mapeamento da produção musical independente no Brasil. Foi ativamente responsável pelo retorno do Festival de Música Instrumental da Bahia, depois de treze anos de hiato.

Em agosto de 2002 lançou seu primeiro CD solo intitulado “Eu Choro Assim”. Nesse trabalho – lançado pelo selo MAIANGA DISCOS e com produção de Roberto Santana - Joatan Nascimento resgatou chorinhos que foram escritos para o trompete numa clara homenagem aos compositores, ao seu instrumento e à música instrumental brasileira. Com o show homônimo o músico tem se apresentado em Salvador em projetos e eventos como “Música no Parque”, Mercado Cultural e XI Festival de Música Instrumental da Bahia e também fora do Estado como na temporada no Clube do Choro de Brasília em abril de 2003. O disco foi premiado com o Troféu Caymmi 2001/2002 na categoria Melhor Disco Instrumental. Em 2003, Joatan Nascimento foi indicado para a categoria Revelação do Prêmio TIM de Música. Como educador foi convidado a ministrar “workshop” de improvisação em música popular durante os XVII e XVIII Seminários Internacionais de Música realizados pela Escola de Música da UFBA e VII Encontro Nordestino de Metais realizado pela Escola de Música da UFRN. Fez shows de música instrumental brasileira nos referidos eventos assim como no VIII Encontro Nordestino de Metais em São Luís MA e no Seminário Interno de Música da Escola de Música da UFBA. Realizou em 2005 “wokshop” a trompetistas alagoanos durante evento promovido pelo SESC-AL e pela ASSOCIAÇÃO DE BANDAS DE MÚSICA E FANFARRA DE ALAGOAS. Participou como professor de trompete, junto às bandas filarmônicas do interior da Bahia, dentro do Projeto “DOMINGUEIRAS” que buscou resgatar a cultura popular dos municípios baianos. Em julho de 2006 foi convidado a dar aulas durante o 38º Festival de Inverno da UFMG. Tem atuado também como arranjador o que valeu convites para trabalhos em grupos e artistas baianos e de outros países. Em 2004 participou do Projeto Memória da Música Brasileira “UM SOPRO DE BRASIL” ao lado de nomes como Altamiro Carrilho, Paulo Moura, Maurício Heinhorn, Vitor Santos, Teco Cardoso, Hermeto Pascoal, que gerou um “kit” composto de um CD, livro e DVD gravados ao vivo e lançado em maio de 2006 pelo selo NÚCLEO CONTEMPORÂNEO. Em janeiro de 2005 lançou através do selo “Mirror” um CD de jazz e bossa nova feito em colaboração com o baterista de jazz sueco Fredrik Norén.

Em janeiro de 2008 participou juntamente a Benjamim Taubkin, Sérgio Reze e Zeca Assumpção da gravação do primeiro CD do quarteto Trio+1, que tem se apresentado em palcos brasileiros desde junho de 2007. Participou também do filme BRASILEIRINHO de Mika Kaurismäki ao lado de nomes como Yamandú Costa, Zé da Velha, Joel Nascimento, Jorginho do Pandeiro e Marcos Suzano, dentre outros. Realizou em abril de 2008, ao lado de Serginho Trombone, um tributo ao trompetista Marcio Montarroyos (morto em dezembro próximo passado), durante o Pirijazz - Festival de Jazz de Pirenópolis (GO).

Em 2009 foi lançado o primeiro CD da Orkestra Rumpilezz, da qual faz parte é um dos membros fundadores. Em janeiro de 2009 deu aulas, como professor de trompete popular, durante o 31º Curso Internacional de Verão da Escola de Música de Brasília e em novembro de 2010 como professor de trompete popular durante o III Encontro Internacional da ABT – Associação Brasileira de Trompetistas, da qual é membro fundador.

Se apresentou como solista no Clube do Choro de Brasília em 2002, 2009, 2011 e em abril de 2012. Joatan Nascimento é doutor em Execução Musical/Trompete pela Universidade Federal da Bahia, onde leciona as cadeiras de Trompete, Percepção Musical, Improvisação, Música de Câmara e Oficina de Estilos no Curso de Música Popular da UFBA.


Topo