Notícias


25

Nov
2013

Após temporada em Nova York, a musicista Cândida Borges realiza palestra na Escola de Música da UFBA

Chega a Salvador nesta sexta-feira (29) a palestra da cantora e pesquisadora Cândida Borges, fruto de sua imersão em centros de pesquisa e estúdios de Nova York (EUA). O evento acontece no auditório da Escola de Música da UFBA - Universidade Federal da Bahia, no Canela, às 16h. Cândida retornou ao Brasil com o objetivo de compartilhar a experiência da residência artística da qual foi premiada através da Funarte (Fundação Nacional de Artes) e já palestrou em São Paulo e no Rio de Janeiro no último mês. Cândida participou da formação em Eletronic Music Production pelo SAE Institute durante cinco meses.

Na capital baiana o evento é gratuito e a inscrição pode ser garantida através da confirmação no evento “Panorama de uma resistência artística em NYC: formação, mercado e vivência”, disponível em www.facebook.com/candidaoficial. “Salvador é um dos meus locais de produção e inspiração, é aqui que tenho importantes parceiros musicais e é uma das minhas residências. Fiquei feliz com o convite da Escola de Música da UFBA para realizar essa palestra”, diz a artista, também professora do curso de Música da UNIRIO - Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro.


A FORMAÇÃO
   Presente em 23 países, o instituto SAE é a maior escola mundial de engenharia de som, produção musical e tecnologias digitais. Em NYC, além do SAE, Cândida investiu em diferentes formações, como os workshops da Dubspot, outra importante escola com referência internacional para a música eletrônica. De lá, Cândida traz a experiência de uso de softwares para produção e educação musical, além de uma visão critica sobre o olhar brasileiro para a música brasileira e seu atual cenário mercadológico.


PROJETOS 
Na música, dois trabalhos têm exigido a dedicação da niteroiense de família baiana e criada entre o Rio de Janeiro e Salvador: o lançamento, no próximo mês, do álbum Touch of Class, dos DJs e produtores nova-iorquinos Corey Baker e Rami Deejay, do qual ela participa com as músicas “Girar o Mundo” e “Magic”; e o seu novo álbum autoral, que é marcado por essa experiência internacional.


Neste que será o segundo CD de Cândida, 10 faixas representam uma fusão de estilos, apoiada no histórico da cantora no cenário erudito. O resultado é um álbum de trip hop, com participações como as dos rappers americanos Baba Israel e Tyler Garnnet. O trabalho será finalizado entre São Paulo, Salvador e Rio de Janeiro.


Cândida conta que o seu primeiro álbum foi bem recebido nos Estados Unidos. "A música indie é bastante difundida em Nova York. Os EPs que levamos acabaram muito rápido. O público adora conhecer música nova, especialmente brasileira". Prova desse reconhecimento foi a indicação, em agosto, da distribuidora TuneCore, que elegeu Cândida como a “artista da semana”, tornando-se a  primeira artista brasileira a entrar para a lista.


Topo