G.I.M.BA (GRUPO DE INTÉRPRETES MUSICAIS DA BAHIA)


Criado em 2004 pelos professores da Escola de Música da Universidade Federal da Bahia, este grupo tem como principal objetivo promover concertos de música de câmara, através de apresentações que primam pelo alto nível de execução, possibilitado pela excelente formação acadêmica e experiência internacional dos seus integrantes: Prof. Dr. Heinz Karl Schwebel (Trompete), Prof. Dr. Lucas Robatto (Flauta), Prof. Dr. Pedro Robatto (Clarineta), Prof. Dr. Alexandre Casado (Violino) e Profa. Dra. Suzana Kato (Violoncelo). Aproveitando a diversidade de timbres proporcionada pela combinação de seus componentes e eventuais convidados, o GIMBA desenvolve um repertório que é raramente executado, oferecendo ao seu público a oportunidade de ouvir obras inéditas e pouco conhecidas, priorizando as novas gerações de compositores brasileiros. Como professores universitários, os integrantes do GIMBA assumem o compromisso de buscar aproximar as áreas de performance e composição dentro e fora da academia. O grupo tem participado sistematicamente de atividades que buscam fomentar e incentivar a criação dos alunos e professores de composição da Universidade Federal da Bahia, através da realização de concursos, participação em Festivais de Música Contemporânea e recentemente, realizou o concerto de lançamento do projeto Bafrik. Em 2010 o GIMBA foi agraciado com o prêmio Circuito FUNARTE de Música Clássica, realizando uma turnê pelo Nordeste do Brasil e foi também selecionado para Feira Música Brasil sediada em Belo Horizonte. Ainda em 2013 o GIMBA deve lançar o seu primeiro CD, "Fuxico".


Topo